Algumas mulheres colocam água de alecrim em suas vulvas. Quando eu entendi o porquê, corri para fazer o mesmo.

Coceira, comichão, vermelhidão: não tem nada de legal nas micoses vaginais. Elas aparecem com mais frequência durante o verão e suas causas são variadas: fungos podem surgir devido a mudanças hormonais, mudanças na alimentação, clima quente e úmido, má higiene… Aqui estão soluções simples e naturais para aliviar, prevenir e diminuir as micoses vaginais.

1. Infusão de alecrim

Antiviral e analgésica, essa erva alivia a coceira e a inflamação vaginal. Assim que você sentir um desconforto, prepare uma infusão de alecrim, deixe esfriar, filtre-a, e depois a utilize para lavar suas áreas íntimas.

Imagem relacionada

Em caso de inconveniência severa, você pode aplicar um pouco de água de alecrim em um absorvente e usar por algumas horas. 

2. Ácido bórico

Imagem relacionada

O ácido bórico pode ser comprado em pó em farmácias. Ele é uma substância antibacteriana poderosa, particularmente se utilizada para tratar tipos severos de candidíase ou infecções recorrentes. Para um alívio rápido, você pode fazer o seu próprio supositório vaginal enchendo cápsulas gelatinosas com o pó, ou misturar um pouco da substância com o seu sabonete íntimo (de preferência neutro).

3. Iogurte

Para uso externo ou interno, o iogurte é o maior aliado de uma vagina saudável. Cheio de probióticos, ele permite a restauração do equilíbrio naturalmente ácido dessa região. Se você anda tendo infecções frequentes, você deveria inserir iogurte na sua alimentação diária. Em caso de coceira ou irritações, você também pode fazer uma máscara de iogurte natural, deixando-a agir na região por alguns minutos antes de lavar.

4. Infusão de camomila

Conhecida por suas propriedades calmantes, a camomila alivia com eficiência as pequenas irritações nas áreas íntimas. Essas florzinhas secas são poderosas quando usadas como infusão, assim como o alecrim. No entanto, a camomila não é antibacteriana; ela apenas traz alívio para a coceira e irritação, mas não a cura.

5. Óleo de coco

Resultado de imagem para Óleo de coco

Antifúngico e antiviral, o óleo de coco é útil em caso de coceira vaginal. Você pode aplicá-lo diretamente na área irritada ou como uso interno, consumindo-o regularmente com (ou no preparo de) outros alimentos. 

6. Dicas para evitar a micose:

Algumas regrinhas simples podem evitar a micose, como:

  • Limitar o seu consumo de açúcar, que favorece o desenvolvimento de fungos;
  • Fazer sua higiene íntima diária com produtos com pH neutro;
  • Preferir calcinhas de algodão, especialmente no calor;
  • Não deixar essa região úmida. Por exemplo: não passar o dia todo usando biquíni molhado; secar bem a vulva após o banho.

Com essas dicas já dá para agir rápido caso isso te aconteça uma próxima vez. Evite irritações e aproveite bem os dias com tempo bom.

 Separamos alguns artigos uteis na vida de qualquer mulher, veja:

5 receitas de banho de assento contra corrimento, coceira, ardor etc

Dicas para eliminar odor forte na va gina

Diu pode perfurar o útero? Entenda os riscos

Deixe um comentário