Síndrome da bunda morta é nova preocupação entre os médicos

Parece até piada, mas a tal síndrome da bunda morta existe e é mais comum que você poderia imaginar. Conhecida entre os médicos como “amnésia do glúteo”, essa condição ataca o músculo mediano do bumbum, um dos três mais importantes da região dos glúteos, que enfraquece para de funcionar da forma que deveria.

Agora, se você está pensando como uma tragédia dessas poderia acontecer, a resposta é simples e preocupante, porque coloca a maioria de nós na “reta” da síndrome da bunda morta: trabalhar sentado por muito tempo e não praticar exercícios físicos que tonifiquem o bumbum. Ficou preocupado, não ficou?

O que causa a síndrome da bunda morta?

Em entrevista à CNN, a fisioterapeuta de Michigan Medicine, Kristen Schuyten, explicou que quando esse músculo específico perde o tônus e deixa de funcionar como deveria, especialmente com relação ao esforço para estabilizar a pelve, outros músculos tentam compensar o desequilíbrio.

Isso, aliás, costuma ser o grande motivador das dores nas costas, no quadril, dos problemas nos joelhos e tornozelos da maioria das pessoas sedentárias e que trabalham em frente a um computador.

Como o nome correto do problema mesmo sugere, a “amnésia dos glúteos” se dá quando você deixa de utilizar o músculo do bumbum como deveria. Isso acontece quando se passa muito tempo sentado, com essa parte do corpo relaxada e inativa. De forma geral, isso funciona, basicamente, como um treinamento para que essa parte enfraqueça.

Mas, como já mencionamos, ficar sentado não é o único erro fatal que desencadeia a síndrome da bunda morta. O bumbum de pessoas fisicamente ativas, como os corredores, também pode “morrer”, caso esse músculo não se desenvolva corretamente como os demais.

 

Como identificar a síndrome da bunda morta?
E, se agora, você ficou com essa história na cabeça e quer descobrir se seu bumbum também está morto, especialistas garantem que o teste é bem simples. Tudo que você precisa fazer é ficar em pé e levantar uma das pernas para a frente. Caso o quadril se incline um pouco para o lado da perna levantada, esse é um sinal de que seus músculos dos glúteos estão enfraquecidos.

Um outra maneira de saber se você também tem a síndrome da bunda morta é observar a curvatura da coluna, na parte inferior das costas. Embora seja normal que a coluna forme um “S”, se a curva for acentuada demais, é sinal de que o músculo mediano não está funcionando como deve e que está sobrecarregando o quadril.

Isso acaba empurrando a pelve para frente e, de forma geral, costuma desencadear a lordose.

 

Como prevenir e como tratar?

E, se a falta de uso, digamos assim, é o que causa a síndrome da bunda morta, você já deve imaginar qual é a prevenção ou a solução do problema, não é mesmo? A malhação, obviamente.

Fazer exercícios físicos que trabalhem os glúteos, como agachamentos, abdução do quadril solo, assim como se alongar diariamente, ajudam a fortalecer esse músculo e torná-lo mais resistente à amnésia.

E, se você trabalha sentado, levante-se de período em período, caminhe um pouco, nem que seja em volta da mesa, para dar um pouco de atividade à musculatura do bumbum de vez em quando.

E então, esse problema parece familiar a você? Será que seu bumbum também morreu?

 

Leia também:

Cuba produz Vacina contra o Câncer – Mais de 4 mil pessoas já foram curadas por ela!

Umidade na região íntima é normal? Entenda como sua secreção muda durante o mês

20 coisas que mais dão celulite e você não sabia

 

Fontes: CNNMen’sHealthSOS Solteiros, Catraca Livresegredosdomundo

Últimos Comentários

Deixe um comentário